Veja o que fazer para evitar problemas com a mudança da Oi para Vivo na Paraíba

No início deste ano, Oi foi adquirida por Tim, Vivo e Claro, com a concessionária de destino definida por região. Na Paraíba, clientes da Oi deveriam migrar para a Vivo


Foto: Divulgação/Marcos Santos/USP Imagens


Consumidores da operadora de telefonia móvel Oi que estão enfrentando problemas relacionados ao procedimento de migração para outras empresas devem procurar a Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor para que as providências sejam tomadas.


O Procon-JP informou que vem recebendo muitas reclamações e pedidos de orientação sobre a questão. As demandas devem ser enviadas ao Procon-JP através do Whatsapp 98665-0179 ou do 0800 083 201.


No início deste ano, a empresa Oi foi adquirida pelas empresas Tim, Vivo e Claro, com a concessionária de destino definida por região, de acordo com o DDD de cada linha. No caso da Paraíba, os clientes da Oi deveriam migrar para a Vivo, com a transferência devendo ocorrer aos poucos.


Consumidor pode escolher operadora


O secretário Rougger Guerra alerta que nenhum consumidor será obrigado a ficar na operadora definida, tendo o direito de escolher o destino da portabilidade.


“Não se pode negar o direito de escolha do cidadão de ter os serviços de telefonia da operadora que deseja utilizar. Na dúvida, o consumidor deve procurar o Procon-JP, que poderá acompanhar todo esse processo de migração”.


Segundo determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), editada em janeiro deste ano, as operadoras deveriam tomar uma série de medidas para evitar que o cliente fosse prejudicado durante a transferência.


Entre elas estão o direito de portabilidade a qualquer momento e a proibição da migração automática de fidelização ou mesmo a imposição de fidelização em um novo contrato por parte da empresa, além de uma comunicação de forma clara e detalhada sobre os procedimentos dessa migração.


Informações aos clientes


O titular do Procon-JP esclarece que as empresas devem comunicar aos clientes informações básicas da prestação dos serviços e se os contratos, ofertas e planos anteriores serão mantidos, por exemplo. Também é importante saber se existe incompatibilidade no conjunto de serviços oferecidos pela Oi e o que a nova operadora oferece.


Atendimentos do Procon-JP


  • Sede: Avenida Pedro I, n°473, Tambiá;

  • Orientação e dúvidas: 0800 083 2015;

  • Instagram: @procon_jp;

  • Whatsapp: 98665-0179.

Por: Portal Correio

0 visualização0 comentário