Saúde da Paraíba distribui aos municípios as primeiras doses de vacina contra Covid-19 para bebês

Doses são destinadas a crianças entre 6 meses e 2 anos. Prefeitura de Campina Grande inicia imunização neste sábado (12) e Prefeitura de João Pessoa inicia na segunda-feira (14).


Doses pediátricas da Pfizer — Foto: Divulgação/SESPB


A Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Governo da Paraíba distribuiu nesta sexta-feira (11) aos 223 municípios da Paraíba as doses de vacinas contra Covid-19 destinadas a bebês entre 6 meses e 2 anos de idade que chegaram um dia atrás ao estado, enviadas pelo Ministério da Saúde. A partir de então, fica a cargo das prefeituras o início da vacinação nos respectivos municípios.


Nesse início, a vacinação vai ser restrita a bebês com comorbidades. Isso porque foram enviadas apenas 15 mil doses, o que atende a apenas cinco mil crianças dessa faixa etária, já que cada criança precisa receber um total de três doses para completar o ciclo vacinal. A segunda dose tem que ser aplicada 30 dias depois da primeira dose e a terceira dose tem que ser aplicada 60 dias depois da segunda.


Tão logo o recebimento das 480 doses, a Prefeitura de Campina Grande confirmou que a vacinação já deve começar neste sábado (12). A Secretaria Municipal de Saúde disse ainda que por causa do pequeno número de doses recebidas apenas crianças de seis meses com comorbidades serão vacinadas neste primeiro momento.


A vacinação em Campina Grande vai acontecer nas unidades do Programa Saúde na Hora. Não é necessário agendamento, mas é preciso apresentar documento pessoal da criança, documento dos pais ou responsáveis, comprovante de residência e laudo que comprove comorbidades.


Já a Prefeitura de João Pessoa explicou que vai realizar treinamento específico para a vacinação de bebês contra Covid-19 e deixou para iniciar a vacinação apenas na segunda-feira (14). A vacinação vai acontecer no estacionamento do Mangabeira Shopping, das 13h às 22h. Poderão ser vacinadas os bebês entre 6 meses e dois anos que comprovem comorbidades como diabetes, hipertensão, peneumopatia, doenças cardíacas, síndrome de down, entre outros. É preciso apresentar laudo médico, cartão SUS, documento de identificação da criança e do responsável e comprovante de residência.


A Prefeitura João Pessoa alerta que as 890 doses recebidas permitem atender apenas 3% da população pessoense dentro desta faixa etária, de forma que ainda aguarda novos lotes a serem enviados pelo Ministério da Saúde.


Por: g1 PB - 11/11/2022 13h41.

0 visualização0 comentário