Rainha Elizabeth II é sepultada: veja detalhes da cerimônia em Londres

Eventos planejados de maneira meticulosa seguiram um cronograma minuto a minuto. Sepultamento foi no mesmo local onde está seu pai, o rei George VI, e sua mãe.


Depois de 4 dias de velório aberto em que o caixão foi visitado por cerca de 400 mil pessoas para homenagear a rainha Elizabeth II (entre elas, mais de cem chefes de Estado e membros da realeza de todo o mundo), o corpo da monarca foi sepultado nesta segunda-feira (19) no Castelo de Windsor, que fica nos arredores de Londres.


“A rainha foi sepultada junto com o duque de Edimburgo, na capela memorial do Rei George VI”, disse o comunicado no site da família real.


O duque de Edimburgo foi o príncipe Philip, marido de Elizabeth II, e o rei George VI foi o pai da monarca.


O dia do funeral foi declarado feriado no Reino Unido, e os eventos foram planejados de maneira meticulosa durante anos, seguindo um cronograma com horários precisos.


Caixão da rainha Elizabeth acompanhado de um globo religioso, seu cetro, sua coroa sobre uma almofada e um buquê — Foto: Alkis Konstantinidis/Pool/REUTERS


Christina Heerey foi a última civil a passar pelo caixão de Elizabeth II, às 6h34, marcando o fim do velório aberto ao público. "Um verdadeiro privilégio. Eu me senti muito honrada por ter tido a oportunidade de poder ir lá e vê-la", disse Heerey em entrevista à "BBC."


Antes do funeral, o caixão ficou desde o dia 14 no Palácio de Westminster para receber homenagens do público. Para ver a rainha, no entanto, as pessoas tiveram que enfrentar filas de mais de 8 km e até 17 horas de espera.


  • 11h (7h em Brasília): cerimônia religiosa na Abadia de Westminster

Após uma procissão que acompanhou o caixão do salão onde foi o velório até a Abadia de Westminster, a cerimônia religiosa marca o início do funeral de Estado, onze dias após a morte da monarca.


Pela primeira vez, desde o início das cerimônias de despedida, os filhos mais velhos do príncipe William e Kate Middleton participaram de um ato oficial. Os príncipes George e Charlotte cortejaram o caixão da bisavó na entrada da Abadia de Westminster.


O príncipe George, filho de William e Kate, chega à Abadia de Westminster, em 19 de setembro de 2022. — Foto: Reuters


A cerimônia teve duração de aproximadamente uma hora. O sermão foi pronunciado pelo arcebispo de Canterbury e líder espiritual da Igreja Anglicana, Justin Welby.


Mais de cem presidentes, chefes de governo e membros da realeza de todos os continentes do mundo participam da cerimônia de funeral de Estado da rainha.


No final, após dois minutos de silêncio, a nova versão do hino nacional, agora com os dizeres "Deus salve o rei" foi tocado na missa, encerrando a cerimônia.


  • 12h (8h em Brasília): Início da procissão até o Castelo de Windsor

Após a missa, começou a primeira parte do cortejo até o Castelo de Windsor. Um trajeto de 2,5 km até o Arco de Wellington, acompanhado pelos quatro filhos da rainha, além dos netos William e Harry, as esposas deles, Kate e Meghan, e dois dos bisnetos da monarca, os príncipes George e Charlotte, que são filhos de William e Kate.


Em todo o caminho, o Big Ben, o famoso relógio de Londres, tocou badaladas.


Sobre o caixão, além de um globo, o cetro e a coroa reais, foi colocado um buquê com um bilhete do rei Charles III, filho da monarca. O cartão diz: "In loving and devoted memory, Charles", que pode ser traduzido como "Em memória amorosa e devotada, Charles".


Bilhete escrito pelo rei Charles III deixado no buquê sobre o caixão da rainha Elizabeth II — Foto: Hannah McKay/Pool/REUTERS


Além da família da rainha, participam do cortejo nada menos que 4 mil militares do Reino Unido e de países da Commonwealth - a comunidade de nações que fizeram parte do império britânico - além de funcionários próximos à monarca.


Depois, o caixão foi colocado em um carro para fazer o resto do trajeto, de mais de 30 km e com duração prevista de 2 horas, chegando ao Castelo de Windsor por volta de 15h (11h em Brasília).


Cortejo fúnebre segue unido durante cerimônia do funeral da rainha Elizabeth II — Foto: Andrew Boyers/REUTERS



  • 15h (11h em Brasília): Procissão em Windsor


Cortejo com caixão da rainha Elizabeth II chega a Windsor — Foto: Aaron Chown/Pool photo via AP


Após a chegada do caixão em Windsor, começa um cortejo até a Capela de São Jorge. O Rei Charles III e outros membros da família real acompanham a procissão pelo Castelo de Windsor até a entrada da capela.


Funcionários da rainha, como seus cozinheiros, também recepcionaram o corpo.


Mapa mostra local onde será o sepultamento da rainha Elizabeth II em Londres — Foto: Arte g1


Carro funerário com o caixão da Rainha Elizabeth II chega ao Castelo de Windsor — Foto: REUTERS/Henry Nicholls


  • 16h (12h em Brasília): Cerimônia na Capela de São Jorge


Última cerimônia de uma série de eventos do funeral da rainha Elizabeth II acontece na Capela de São Jorge, local onde o caixão será sepultado. A missa conta com a presença da família real e de líderes mundiais.


A construção é dividida em duas grandes áreas. Parte dos convidados ficaram na nave, que é a porção inicial da capela. Na parte de trás, no coro, ficaram os membros da família real.


O caixão ficou posicionado no meio da área do coro. A coroa e o cetro reais e o globo religioso, itens que estavam sobre o caixão, foram levados para o altar no início da cerimônia. O rei Charles III colocou sobre o caixão um pano representando os guardas granadeiros, um dos mais antigos grupos da monarquia.


O Lord Chamberlain, o oficial mais graduado da casa real, então quebrou sua 'varinha de ofício', o que simboliza o fim de seu serviço à soberana, e a colocou no caixão.


Justin Welby, arcebispo de Canterbury, disse aos presentes que a dor sentida no Reino Unido e no mundo refletia a "vida abundante e serviço amoroso" da rainha.


A música que tocou no casamento da rainha em 1947 e sua coroação, seis anos depois, foi tocada novamente.


A cerimônia religiosa terminou com o caixão descendo automaticamente por um elevador para a área do sepulcro.


19h30 (15h30 em Brasília): O sepultamento da rainha Elizabeth II


A monarca foi sepultada junto com os corpos de seu pai, o rei George VI, de sua mãe Elizabeth e as cinzas de sua irmã Margaret. O caixão de seu marido, o príncipe Philip, também ficará no local.


Essa última etapa do funeral aconteceu em uma cerimônia privada, somente com os membros da família real. Ela não será transmitida ao público.


Por: Sávio Ladeira, g1

0 visualização0 comentário