top of page

Propaganda eleitoral para o segundo turno é liberada; veja o que pode

Na Paraíba, João Azevêdo (PSB) e Pedro Cunha Lima (PSDB) disputam o segundo turno para o cargo de governador


Veja o pode ou não no segundo turna das Eleições (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)


Após 24 horas do encerramento da votação em primeiro turno, estão liberadas algumas formas de propaganda eleitoral de candidatos que se preparam para uma nova disputa. Na Paraíba, João Azevêdo (PSB) e Pedro Cunha Lima (PSDB) concorrem ao cargo de governador. Já no cenário nacional, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL) disputam à Presidência.


De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), estão permitidas as propagandas por alto-falantes ou amplificadores de som (das 8h às 22h) e a distribuição de material gráfico, caminhada, carreata ou passeata, acompanhada ou não por carro de som ou minitrio. Também estão liberados os comícios e a propaganda na internet.


Já o horário eleitoral gratuito nas emissoras de rádio e televisão terá início a partir de sexta-feira (7). No segundo turno, o tempo de propaganda é dividido igualmente entre os candidatos.


Horários


Conforme prevê a Resolução TSE nº 23.610/2019, a propaganda para presidente da República será veiculada na televisão de segunda à sábado das 13h às 13h10 e das 20h30 às 20h40. No rádio, a propaganda para presidente vai ao ar de 7h às 7h10 e de 12h às 12h10


De acordo com o artigo 62, o candidato que obteve maior votação no primeiro turno será o primeiro a se apresentar, seguindo a alternância da ordem a cada programa ou inserção.


Nos 12 estados em que a disputa para governador será definida no segundo turno, os candidatos poderão veicular propaganda das 7h10 às 7h20 e das 12h10 às 12h20 no rádio. Na televisão, o horário eleitoral para governador será das 13h10 às 13h20 e das 20h40 às 20h50.


Além disso, as emissoras devem reservar, de segunda a domingo, 25 minutos para cada cargo em disputa para veiculação das inserções de 30 e 60 segundos ao longo da programação.


Por: Redação Portal T5.

0 visualização0 comentário
bottom of page