Petrobras reduz preço do gás de cozinha em 4,7%



A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (12) redução de 4,7% no preço do GLP (gás liquefeito de petróleo), o gás de cozinha vendido em botijão, para as distribuidoras. A baixa entra em vigor nesta terça-feira (13).


Com o corte, o preço para as distribuidoras passará de R$ 4,23 por quilo para R$ 4,03 por quilo, uma baixa de R$ 0,20. Assim, o recuo em um botijão de 13 quilos será, em média, de R$ 2,60.


"Essa redução acompanha a evolução dos preços de referência e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações e da taxa de câmbio", disse a estatal em nota.


A companhia passou a anunciar cortes nos valores dos combustíveis a conta-gotas às vésperas das eleições. Levantamento do OSP (Observatório Social do Petróleo) a pedido da Folha mostra que a Petrobras adotou estratégias diferentes de precificação nos momentos de alta e de baixa das cotações internacionais do petróleo em 2022.


Quando o petróleo subia, a empresa realizava menos reajustes e praticava preços abaixo das cotações internacionais, segurando o repasse às bombas. Com o petróleo caindo, passou a anunciar reduções frequentes e acompanhar o mercado externo mais de perto.


Para Eric Gil Dantas, economista do OSP e do Instituto Brasileiro de Estudos Políticos e Sociais, os dados indicam que a execução da política de preços da Petrobras esteve sujeita a pressões políticas durante o ano eleitoral.



Por: RJ (FOLHAPRESS)

0 visualização0 comentário