top of page

MEC anuncia o desbloqueio de verbas para as universidades

Em vídeo publicado nas redes sociais, o ministro da Educação, Victor Godoy, anuncia a liberação dos recursos para instituições de ensino e Capes


Ministro da Educação, Victor Godoy, deu a informação pelo Instagram

MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL


O ministro da Educação, Victor Godoy, anunciou nesta sexta-feira (7) o desbloqueio de recursos para universidades e institutos federais. A informação de que o valor de R$ 2,4 bilhões do orçamento foi liberado foi dada por meio de um vídeo publicado no Instagram.


No vídeo, Godoy não explica se o desbloqueio será imediato, total ou parcial. "O limite de empenho será liberado para as universidades federais, para institutos federais e para a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior)", declarou.


O ministro também afirmou que a decisão foi tomada em conjunto com o Ministério da Economia e com o ministro Paulo Guedes, sem dar mais detalhes. O R7 entrou em contato com o MEC para saber como será realizado o desbloqueio, mas até a publicação do texto não teve retorno.


A decisão do MEC foi tomada após alerta da Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior) e de reitores de universidades federais para uma possível paralisação das atividades das instituições caso o orçamento fosse congelado até dezembro, como previsto.


Em entrevista à TV Brasil, na quinta-feira (6), o ministro havia afirmado que a medida se refere a um “limite temporário para movimento e empenho” de recursos.


“O que aconteceu foi uma limitação da movimentação financeira. A gente distribuiu isso ao longo de outubro, novembro e dezembro. A gente chama isso de limitação de movimentação. Portanto, não é corte nem redução do orçamento das universidades [e institutos] federais”, afirmou.


Orçamento


O governo federal publicou na última sexta-feira (30) uma norma referente à redução do orçamento (Decreto 11.216, que altera o Decreto nº 10.961, de 11/02/2022) impondo novo contingenciamento no orçamento do MEC (Ministério da Educação).


Por decisão do Ministério da Economia, o decreto formaliza o contingenciamento de verbas de todos os ministérios; no entanto, o MEC teve um bloqueio de R$ 2.399 bilhões (R$ 1,340 bilhão anunciado entre julho e agosto e R$ 1,059 bilhão agora).


As limitações orçamentárias impostas foram distribuídas em todas as unidades do MEC — incluindo universidades federais, institutos federais e a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), que sofreram o mesmo contingenciamento linear de 5,8%. Segundo o texto do decreto, os valores seriam desbloqueados no dia 1º de dezembro.


A medida teria impacto direto no funcionamento das universidades federais, uma vez que esse bloqueio, um total de 328,5 milhões, atingiria o custeio das despesas das universidades. Somado ao valor contingenciado anteriormente, o valor total retido no orçamento deste ano chega a R$ 763 milhões.



Por: Karla Dunder, do R7.

0 visualização0 comentário
bottom of page