João Pessoa lança programa que vai beneficiar protetores independentes de animais nesta quinta-feira

Durante o lançamento serão entregues duas toneladas de ração para protetores de animais independentes.


A Coordenadoria de Bem-Estar Animal da Semam cadastrou 250 protetores de animais independentes, que não têm vínculos com instituições e organizações não-governamentais. (Foto: Reprodução)


Nesta quinta-feira (22), às 16h30, na Praça da Paz, nos Bancários, a Prefeitura de João Pessoa, por meio da Coordenadoria de Bem-Estar Animal da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), vai lançar o programa Banco de Ração. Durante o lançamento serão entregues duas toneladas de ração para protetores de animais independentes.

A Coordenadoria de Bem-Estar Animal da Semam cadastrou 250 protetores de animais independentes, que não têm vínculos com instituições e organizações não-governamentais. Nesta primeira etapa do programa serão beneficiados 150 protetores. Para que o protetor possa ser beneficiado pelo programa é preciso estar cadastrado na Semam, ter pelo menos 20 animais tutelados em casa, estar desempregado ou receber até um salário mínimo, e participar de algum programa social do Governo Federal.



O secretário de Meio Ambiente, Welison Silveira, destacou que o cuidado com os animais e o apoio aos protetores independentes é uma ação da política ambiental da gestão que tem o objetivo de contribuir com a qualidade de vida dos bichinhos. “A nossa ideia é atuar em parceria com os protetores, que têm uma atuação imprescindível junto à causa animal. Entendemos que o poder público precisa apoiar as iniciativas e estamos disponíveis, promovendo diversas ações como os eventos de adoção, o cadastro dos protetores, entre outras iniciativas”, concluiu.


O programa tem o objetivo de funcionar como uma contrapartida do poder público com os protetores, que fazem um trabalho que beneficia toda a população, resgatando e cuidando dos animais que poderiam estar abandonados. Ítalo Oliveira, responsável pela Coordenadoria de Bem-Estar Animal da Semam, destacou que desta forma são evitadas diversas doenças. “É uma ação que protege não só os animais, mas também as pessoas. Se temos animais saudáveis, prevenimos a propagação de doenças que são transmitidas dos bichos para o ser humano, numa ação de cuidado com a saúde de todo mundo”, concluiu.




Por: Redação ClickPB

0 visualização0 comentário