Harry Styles recebe seu primeiro prêmio como ator por My Policeman, novo filme do Prime Video



Dos palcos ao cinema! O cantor Harry Styles recebeu o seu primeiro prêmio como ator pelo filme My Policeman, um dos seus primeiros grandes papeis na carreira durante o Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF 2022). Styles e o elenco do longa receberam o prêmio em conjunto no Tribute Awards do evento neste domingo (11).


“Muito obrigado a todos aqui, em nome de todos nós, por este prêmio maravilhoso. Todos nós gostamos muito de trabalhar neste filme, E esperamos que vocês gostem também”, disse Styles, que estrela o drama romântico como um policia enrustido. No momento, o ator, que estava ajudando a co-estrela, Emma Corrin, a segurar a cauda do longo vestido preto, saiu rápido do Fairmont Royal York, local onde a cerimônia foi realizada.


My Policeman traz uma história de amor proibido e mudanças nas convenções sociais. A trama acompanha três jovens — o policial Tom (Harry Styles), a professora Marion (Emma Corrin) e o curador de museu Patrick (David Dawson) — enquanto eles embarcam em uma jornada emocional na Grã-Bretanha dos anos 1950. Avançando para a década de 1990, Tom (Linus Roache), Marion (Gina McKee) e Patrick (Rupert Everett) ainda estão se recuperando de saudade e dos arrependimentos da juventude, mas agora eles têm uma última chance de reparar os danos do passado.


O longa é dirigido por Michael Grandage com roteiro de Ron Nyswaner e produção de Greg Berlanti, Sarah Schechter, Robbie Rogers, Cora Palfrey e Philip Herd. Há também a produção executiva de Grandage, Michael Riley McGrath e Caroline Levy. My Policeman estreia dia 04 de novembro Prime Video.


Harry Styles recebe seu primeiro prêmio como ator por My Policeman, novo filme do Prime Video


Outros prêmios do Festival de Toronto 2022

O TIFF também contou com outras grandes participações no palco para receber prêmios e homenagens durante a cerimônia, como a estrela de A Baleia, Brendan Fraser, o diretor Sam Mendes, as atrizes Michelle Yeoh e Olivia Colman e a compositora Hildur Guonadóttir, vencedora do Oscar por Coringa.


Colman apresentou a categoria de prêmio de diretor para Sam Mendes, que dirigiu o longa Empire of Light, descrito como uma ode tocante aos cinemas, que está em cartaz no festival e foi aplaudido de pé. “Isso foi completamente desnecessários” disse ele. Como o evento não é televisionado, o diretor brincou dizendo que poderia falar o quanto quisesse. De fato, ele fez um longo discurso sobre sua carreira e colaboração com talentos, incluindo o diretor de fotografia Roger Deakins.


Já Yeoh recebeu o prêmio Share Her Journey Groundbreaker, que foi acompanhado por clipes dos seus filmes como O Tigre e o Dragão (2000) e Podres de Ricos (2018). “Lembro-me de quanto tempo faço isso. Os cortes, solavancos, arranhões ao longo do caminho. Apesar de todos os desafios, eu aprecio cada momento. Espero fazer isso por muitos anos”, disse a atriz.


Outra ganhadora da noite, a compositora Buffy Sainte-Marie, falou sobre a importância de colocar indígenas em papéis indígenas.


“É mais importante do que apenas enganar os brancos. Essas pessoas trarão suas culturas inteiras para seus filmes”.


O evento deu continuidade com Fraser se emocionando com a estreia mundial de A Baleia no Festival Internacional de Cinema de Veneza. Espera-se que sua atuação no longa o coloque na corrida do Oscar 2023 como melhor ator. Seu desempenho foi igualmente positivo no TIFF.


Por: Adorocinema

0 visualização0 comentário