top of page

Guilherme Fiuza tem as redes sociais bloqueadas

Mais um egresso da Jovem Pan teve perfis bloqueados, desta vez de forma mais abrangente, em todas as redes sociais. De acordo com informação do Twitter, “a conta de Guilherme Fiuza foi suspensa no Brasil em resposta a uma demanda judicial”.



Nos últimos dias, Guilherme Fiuza tinha radicalizado a narrativa negacionista contra a eleição de Lula e vinha defendendo um levante civil contra o governo eleito.


Em sua última live, intitulada “Contagem Regressiva”, ele exclamou: “Eu posso afirmar que há um desenho de roubo colocado”, sobre a vitória de Lula nas eleições passadas.


No Twitter, ele escreveu: “Quatro linhas no Brasil virou piada de mau gosto. Ou você reage agora ou vão te tomar tudo na mão grande – rindo da sua cara, te chamando de Mané e te mandando calar a boca, como já estão fazendo desde que usaram um meliante para roubar a democracia. Ou você luta ou você já era”.


Conclamando patriotas para a irem às ruas para enfrentar “o golpe”, acrescentou: “Os brasileiros esperam para ver se os homens da lei vão deter o golpe dos pilantras ou se a população vai ter que retomar seus direitos sozinha”. E que “Brasília vai gritar que o LUGAR DO LADRÃO É NA PRISÃO. E o Brasil não vai descansar enquanto ele não voltar para lá, junto com os cúmplices que o levaram de volta à cena do crime”.


Além do Twitter, o ex-comentarista da Jovem Pan também teve as contas suspensas no Instagram, Facebook, Telegram e YouTube.


Segundo apuração da TV Globo, o bloqueio das contas foi determinado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.


O bloqueio de Fiuza se soma aos de Paulo Figueiredo, Fernando Conrado e Rodrigo Constantino, estes ainda empregados pela Jovem Pan News, que também sofreram enquadramento judicial.


Por: Pipoca Moderna - Pulicado em 04/01/2023 ás12:00 hrs.

0 visualização0 comentário
bottom of page