Chris Rock recusou convite para apresentar o Oscar 2023 após tapa de Will Smith

Durante show, comediante fez paralelo com caso O. J. Simpson e disse que seria como ‘voltar à cena do crime’


Chris Rock declinou de convite para ser host do Oscar 2023


O comediante Chris Rock revelou que recusou uma proposta da Academia de Hollywood para apresentar o Oscar 2023, logo após o tapa na cara que recebeu de Will Smith na última cerimônia da premiação.


Rock falou sobre a oferta durante um show realizado em um teatro na cidade de Phoenix, nos Estados Unidos, neste domingo, 28, segundo informou o jornal “The Arizona Republic”.


O comediante disse que rejeitou a oferta porque seria como “voltar à cena do crime” e comparou a situação ao assassinato de Nicole Brown, um crime do qual foi acusado o ex-jogador de futebol americano O. J. Simpson. “Seria como pedir a Nicole Brown Simpson para voltar ao restaurante”, comentou Rock, referindo-se ao fato de a ex-mulher de O. J. Simpson ter voltado a um restaurante para pegar seus óculos antes de ser assassinada.


Rock fez menção ao tapa de Will Smith logo no início de seu show em Phoenix, que faz parte da turnê “Ego Death” que começou no último mês de abril.


Com um teatro lotado para seu monólogo de uma hora e meia, o comediante declarou que o golpe de Smith lhe causou dor física porque o ator vencedor do Oscar é maior e mais corpulento que ele. “O estado de Nevada não permitiria uma luta entre eu e Will Smith”, brincou.


Rock também mencionou durante seu show que foi chamado para estrelar um comercial para a próxima edição do Super Bowl e que também rejeitou.


Na última cerimônia do Oscar, em 27 de março, Will Smith reagiu violentamente a uma piada de Chris Rock sobre a doença de sua esposa, Jada Pinkett Smith. Rock havia feito uma piada sobre a cabeça raspada de Pinkett, que sofre de alopecia.


No final de julho, Smith publicou um vídeo no qual se desculpou com o comediante pelo ocorrido e depois que sua esposa fez diferentes aparições públicas nas quais estimulou uma reconciliação.


“Chris, peço desculpas. Meu comportamento foi inaceitável e estou aqui para conversar sempre que você quiser”, disse Smith.


Além disso, em abril, o Conselho de Governadores da Academia aprovou o veto de sua participação no Oscar, e em qualquer outro evento organizado por esta instituição, pelos próximos dez anos. Uma semana antes, o ator já havia renunciado ao seu posto na Academia, o que descartou sua expulsão imediata como principal sanção.



Por: Jovem Pan

0 visualização0 comentário