BTG/FSB mostra estabilidade na corrida ao Planalto, com Bolsonaro subindo dentro da margem de erro

Atualizado: 2 de set.


Pesquisa BTG/FSB sobre a eleição presidencial de outubro mostrou nesta segunda-feira estabilidade na disputa, com o presidente Jair Bolsonaro (PL) oscilando dois pontos para cima dentro da margem de erro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mantendo o patamar registrado no levantamento divulgado há uma semana.



De acordo com a sondagem, Lula tem 45% das intenções de voto no primeiro turno, repetindo o percentual que teve na pesquisa de uma semana atrás, enquanto Bolsonaro soma 36%, ante 34% há uma semana. A margem de erro do levantamento é de 2 pontos percentuais.


Bem distante dos dois líderes, Ciro Gomes (PDT) soma 6%, ante 8% na pesquisa anterior, Simone Tebet (MDB) tem 3%, ante 2% e a soma dos demais candidatos chega a 2%, mesmo patamar de uma semana atrás.


Brancos e nulos somam 2%, os que disseram que não votarão são 4% e os indecisos somam 3%.

A pesquisa também mostrou estabilidade no cenário de segundo turno entre Lula e Bolsonaro, com o petista oscilando um ponto para baixo e o candidato à reeleição um para cima, ambas variações dentro da margem de erro.


Segundo a sondagem, Lula venceria uma segunda rodada de votação por 52% a 39%. Há uma semana o placar era de 53% a 38%.


A pesquisa apontou ainda que 45% dos entrevistados avaliam o governo Bolsonaro como ruim ou péssimo, ante 44% na semana passada, ao passo que 34% o enxergam como bom ou ótimo, ante 33%. O percentual dos que avaliam o governo como regular é de 20%, ante 21% na semana passada.


O levantamento do instituto FSB Pesquisa, contratado pelo banco BTG Pactual, ouviu 2.000 pessoas por telefone entre os dias 19 e 21 de agosto.


(Reportagem de Eduardo Simões)


BTG/FSB mostra estabilidade na corrida ao Planalto, com Bolsonaro subindo dentro da margem de erro (msn.com)


0 visualização0 comentário