A conversa de ‘A Casa do Dragão’ que pode mudar tudo em ‘Game of Thrones’

O final do primeiro episódio de A Casa do Dragão, derivada de Game of Thrones que estreou ontem na HBO e HBO, traz uma informação nova que pode mudar a compreensão da série original e confirma a teoria de alguns fãs dos livros da série As Crônicas de Gelo e Fogo e de Fogo & Sangue. É algo grande, que certamente vai empolgar muitos fãs – e desagradar outros tantos. Mas que, segundo Ryan Condal, o cocriador e showrunner de A Casa do Dragão, ou House of the Dragon, veio do próprio George R.R. Martin.


ATENÇÃO, SPOILERS A SEGUIR: LEIA APENAS DEPOIS DE ASSISTIR AO EPISÓDIO E SE TIVER VISTO GAME OF THRONES.


Depois de decidir substituir seu irmão Daemon Targaryen (Matt Smith) como seu herdeiro no Trono de Ferro, o rei Viserys I (Paddy Considine) chama sua única filha, Rhaenyra (Milly Alcock) para uma conversa, em que vai comunicar que a nomeará como a próxima rainha de Westeros – a primeira mulher a governar o continente.


Viserys conta um segredo a Rhaenyra, que ela precisa prometer manter: que Aegon Targaryen, conhecido como O Conquistador e primeiro rei da Dinastia Targaryen, não dominou Westeros com a ajuda de três dragões e suas duas irmãs-esposas apenas por ter visto uma terra disponível e ter o poder para tomá-la. E sim porque tinha tido um sonho – como é comum em certos Targaryens, inclusive Daenerys e o próprio Viserys, que viu um herdeiro seu, homem, ocupando o Trono de Ferro.


Aegon previu o fim do mundo dos homens, que começará com um grande frio vindo do Norte, carregando uma escuridão absoluta que destruirá os vivos.



Quando este inverno vier, Westeros inteiro precisa se juntar para enfrentá-lo. E que, para isso, um Targaryen precisa estar sentado no Trono de Ferro, um rei ou rainha forte o suficiente para unir todos.


Aegon chamou esse sonho de “Canção do Gelo e do Fogo”. E passou o segredo de herdeiro em herdeiro, contou Viserys, tocando a adaga de aço valiriano que carrega na cintura.


Bem, “Canção de Gelo e Fogo” faz parte de uma profecia famosa que gerou muitas teorias pelos leitores, mesmo tendo aparecido pouco na série – seu nome é o mesmo da série de livros em inglês (A Song of Ice and Fire, lançada no Brasil como As Crônicas de Gelo e Fogo). Ela se conecta às profecias do Príncipe que Foi Prometido, um herói que salvará o mundo das trevas – ou seja, do Rei da Noite e dos Caminhantes Brancos, que tiveram papel fundamental na série Game of Thrones.


Muitos achavam que o Príncipe que Foi Prometido era Daenerys Targaryen (Emilia Clarke). Outros, que era Jon Snow (Kit Harington), na verdade, Aegon Targaryen, que viu em primeira mão o Rei da Noite, comandante do exército de mortos-vivos que ameaça a humanidade. Nos livros, o verdadeiro pai de Jon Snow, Rhaegar, aparece em uma visão de sua irmã Daenerys dizendo que seu primeiro filho, também chamado Aegon, “é o Príncipe que Foi Prometido, e é sua a canção de gelo e fogo”.


O Príncipe que Foi Prometido ainda pode ou não ser a reencarnação de Azor Ahai, um herói lendário que no passado derrotou os Outros (uma ameaça vinda do Norte) e que teria papel fundamental em salvar o mundo novamente.


Quem acabou matando o Rei da Noite na série foi, surpreendentemente, Arya Stark (Maisie Williams), justamente com a adaga que Viserys I carrega agora na cintura.


O que ninguém sabia com certeza é que os Targaryen conheciam a ameaça do Rei da Noite e seus Caminhantes Brancos, que assombraram Westeros desde o primeiro episódio de Game of Thrones. Jon Snow, que lutou durante oito temporadas para unir Westeros em torno do objetivo comum de acabar com o Rei da Noite, alia-se a Daenerys Targaryen depois de ela aceitar que essa era a prioridade, adiando sua luta para ocupar o Trono de Ferro, que achava ser seu direito.




Em Game of Thrones, a entrada de Daenerys na luta contra o Rei da Noite acontece depois de ela voar para o Norte com seus dragões e ver com seus próprios olhos o que Jon Snow estava dizendo. Não atrapalha que, a essa altura, os dois estejam em um relacionamento amoroso.


Mas poderia Daenerys saber do segredo passado de Aegon, o Conquistador a todos os herdeiros da Casa Targaryen, já que se tornou a última Targaryen conhecida de maneira um tanto abrupta? Ou essa informação foi perdida no tempo? Ou simplesmente deixou de ser levada a sério, já que séculos tinham se passado antes de ela se tornar realidade?


Ainda não dá para saber. Mas isso muda o cânone de Game of Thrones e, possivelmente, dos dois livros da série As Crônicas de Gelo e Fogo que George R.R. Martin promete entregar.


Vai ter fã reclamando, dizendo que George R.R. Martin está reescrevendo a história. Mas a verdade é que a história não está escrita. Enquanto ele não lançar os dois últimos livros, ainda dá para ter muita revelação pela frente.


A conversa de ‘A Casa do Dragão’ que pode mudar tudo em ‘Game of Thrones’ (msn.com)


0 visualização0 comentário